Profissional Filipa Santos terapeuta em adolescência especialista em orientação vocacional, psicoterapia breve, saúde mental

Filipa Santos

OPP: 167
Oliveira de Azeméis
40
/ 50 minutos
Aderir ao Plano Mensal
Venha me conhecer!

Psicóloga Clínica com mais de 10 anos de experiência com crianças, adolescentes e jovens adultos. O objetivo é estabelecer uma relação de confiança com a pessoa de forma detetar a origem da sua problemática, intervir para uma diminuição do sofrimento e, assim, proporcionar qualidade de vida.

Ler mais
Por favor aguarde...
Perfil
Experiência
  • Adolescência
  • Alterações de humor
  • Ansiedade
  • Avaliação de perfil profissional
  • Filhos
  • Medos e Fobias
Especialidades
  • Orientação vocacional
  • Psicoterapia Breve
  • Saúde mental
Formação
  • Licenciada em Psicologia pelo Instituto Superior de Psicologia Aplicada (ISPA), 2006
  • Mestrado Integrado em Psicologia Clínica, ISPA, 2008
  • Formanda da Sociedade Portuguesa de Psicodrama Psicanalítico de Grupo, 2010
  • Formação em EMDR, 2010
  • Formadora com CCP (Certificado de Competências Pedagógicas ), 2015
Descrição Pessoal

Como mãe e sobretudo profissional na área da infância tenho ajudado muitos pais aflitos com a educação dos seus filhos. Consoantes as características da família, definimos em conjunto estratégias educativas mais adequadas. Avalio e intervenho em situações de dificuldades escolares, sempre com articulação com as escolas. Com os adolescentes, ajudo a ultrapassar as angústias da formação da identidade e do crescimento, duma fase de vida em que muitos vezes é vista como 'nem se é carne, nem se é peixe'. Desenvolvo trabalho de avaliação, exploração pessoal e faço orientações vocacionais para ajudar a definir um rumo na vida. Com os jovens adultos, exploramos em conjunto as causas do seu sofrimento e oriento para uma mudança, de forma a lidar de forma eficaz com as dificuldades do quotidiano. Sem dúvida que diariamente vou crescendo profissional e interiormente com as crianças, jovens e adultos que tenho o prazer de receber nas minhas consultas. O carinho com que as pessoas se despedem de mim no final de um percurso psicoterapêutico, é que me vai deixando o conforto de ter a certeza que estou a fazer um bom trabalho! A minha profissão completa e dá-me sentido à vida! ​