Sobre Transtorno obsessivo compulsivo


O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é um distúrbio psiquiátrico de ansiedade que se caracteriza principalmente por dois tipos de manifestações: as obsessões ou ideias obsessivas e as compulsões ou rituais compulsivos. Pesquisas mostram que nos portadores de TOC algumas áreas do cérebro apresentam um funcionamento excessivo, tendo envolvimento da serotonina (neurotransmissor) na formação dos sintomas obsessivos-compulsivos. São comportamentos considerados estranhos pela sociedade ou por si mesmo.

As obsessões são ideias que vêm à mente das pessoas repetidamente e independente de sua vontade, assim a pessoa não consegue evitar estes pensamentos, como o medo de germes por exemplo. As compulsões são atos ou rituais em que a pessoa se vê obrigada a executar para aliviar ou evitar as obsessões (ideias). Enquanto ela não executa o ato compulsivo, que é um comportamento consciente e repetitivo que ocorrem com uma frequência muito maior do que o normal como lavar as mãos, ela vai ficando cada vez mais ansiosa.

Muitos portadores de TOC apresentam também outros sintomas como fobia social, depressão, crises de pânico e alcoolismo. Transtornos como tricotilomania (arrancar pelos ou cabelo), transtorno dismórfico corporal e a Síndrome de Tourette (conhecida por seus “tics”) parecem estar relacionados ao TOC também. São características de comportamento no TOC o comportamento compulsivo, o comportamento ritualístico, movimentos repetitivos, repetição persistente de palavras ou ações, acumulação compulsiva, agitação, hiperatividade, hipervigilancia, impulsividade, isolamento social e vícios comportamentais.

Entre as características psicológicas se destacam as alterações de humor, ansiedade, ataques de pânico, culpa, descontentamento, medo, depressão, narcisismo, obsessões sexuais e repetição insistente de pensamentos. Os tratamentos psicoterápicos e medicamentosos são fundamentais para uma melhor adaptação e assim reduzir o prejuízo social causado pelo tempo que os sintomas/ comportamentos interferem na rotina da pessoa tanto no trabalho como nos relacionamentos. Grupos de apoio são bem produtivos para troca de experiências já que os sintomas podem permanecer pela vida toda. Autoria: Psicóloga Tatiana Fingermann
Conference
Assista ao vídeo

Por favor aguarde...

Como funciona?

Faça a sua sessão por vídeo-chamada no próprio Zenklub.
Zenklub mobile Escolha o seu especialista
Não precisa instalar nada. É simples e seguro. Experimente Grátis